title=
DEKASSEGUIS» TRAÇOS CULTURAIS

Vale a pena viver no Japão?

por
serauge@gmail.com
5 de October de 2008

vale a pena viver no Japão?

Muitos brasileiros já tomaram a decisão de se fixarem definitivamente no Japão; na contra-mão, outros estão indo embora

pe de meia 1 Vale a pena viver no Japão?

Pé de meia: tudo muito barato e acessível, como é bom ter poder aquisitivo!

O processo para aquisição da casa própria é bem menos burocrático e mais rápido. Geralmente ¼ do salário de uma pessoa é o suficiente para pagar a prestação, que pode ser parcelada em 35 anos.
Um carro zero, do tipo econômico, pode ser comprado com três ou quatro meses de salário e um usado com um mês de ordenado.

Eletrônicos e vestuário estão ao alcance por uma ninharia. Lançamentos mundiais, grifes famosas, perfumes, games… tudo é quase de graça. Pode-se viajar, passear bastante, hospedar-se em resorts e bons hotéis, comer em bons restaurantes mais de uma vez na semana. Não estou falando do salário de um alto funcionário de uma grande empresa e sim de um operário. Como é bom ter poder aquisitivo!

Se não posso dirigir um carro, tudo bem vou de jog ou de bicicleta. Aqui ir trabalhar ou ao shopping de bicicleta é algo comum, é um meio de transporte usado pelo operário e pelo diretor da fábrica.

Sensação de segurança é outro ponto que conta muito na hora de tomar a decisão de ficar. Sem dúvida que existem crimes, mas são raros. A certeza de punição e a eficácia da policia inibe a maioria deles. Pode-se deixar os carros abertos, ligados (prática comum para manter o ar condicionado ligado, tanto no frio, quanto no calor) que dificilmente alguma coisa vai sumir. As portas das casas e apartamentos são muito frágeis, estão lá por estar, um bom coice seria o suficiente para abri-las. Ao se perder alguma coisa de valor, as chances de recuperação seriam de noventa porcento.


Eu mesmo, já perdi a carteira com todos os documentos, cartões de crédito, dólares, libras e ienes. Só me dei conta de que tinha perdido quando recebi uma correspondência da policia, solicitando que eu fosse retirá-los.

Os japoneses são bastante respeitosos, ainda mais quando você é o cliente, independente se você está de terno e gravata ou de uniforme de fabrica sujo.

Parece o paraíso, mas não é bem assim

Parece o paraíso, mas não é bem assim

Crise econômica, dificuldades culturais e a discriminação são alguns dos fatores que fazem os brasileiros voltarem para terrinha

200px bain marie Vale a pena viver no Japão?

Banho maria: muitos brasileiros acabam ficando, mesmo com as incertezas econômicas

O excesso de trabalho, a rotina cansativa das fabricas e o desejo de guardar a maior quantidade de dinheiro possível fazem com que o brasileiro não aproveite sua estada no Japão. Fatores esses que causam exaustão, lesões por esforço repetitivo e depressão.

A alimentação é muito diferente e cara. Absurdamente cara, mesmo para os padrões de renda japonesa. Quase tudo é importado.

Nos últimos anos o Japão passa por uma crise financeira sem precedentes. Unidades fabris estão sendo fechadas em todas as regiões, muitas estão se transferindo para a China. Os empregos começam a ficar escassos, os preços subindo e os salários descendo. O dólar baixo, comparado a alguns anos atrás, reduz os ganhos em cinqüenta porcento.

O idioma e a dificuldade de adaptação a uma cultura tão diferente da nossa e a discriminação racial também influem na questão de ficar ou não no Japão.

Dos que chegam diariamente ao Japão em busca de riquezas ou de um pé-de-meia, alguns vão fazer um sacrifício e permanecer por trés ou quatro anos, outros apenas o tempo suficiente de juntar o dinheiro para as despesas e para o retorno. Existem os que ficam maravilhados com o que conseguiram juntar e fazer em tão pouco tempo que nunca mais irão embora. Há ainda aqueles que na dificuldade de atingir os objetivos planejados, vão ficando, vão ficando , vão ficando…

japaobrasil Vale a pena viver no Japão?Sérgio Escolástico é brasileiro, industriário e atualmente mora e trabalha no Japão. Ele faz parte da maior comunidade de brasileiros fora do Brasil, os Dekasseguis.

 Vale a pena viver no Japão?

Sérgio Escolástico

é brasileiro, industriário e atualmente mora e trabalha no Japão. Ele faz parte da maior comunidade de brasileiros fora do Brasil, os Dekasseguis.

Outros artigos deste autor - Website

Tags: , , , , , ,

Warning: file_get_contents(http://widget.dihitt.com.br/tools/api_link?url=http://opatifundio.com/site/?p=744&comments=1) [function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 502 Bad Gateway in /home/opatifun/public_html/site/wp-content/plugins/dihittForWordpress/dihittForWordpress.php on line 89

POLÍTICA DE COMENTÁRIOS

- Colabore com a democracia e mantenha o bom nível do debate. Exerça a liberdade de expressão com responsabilidade.

- Comentários sem identificação serão apagados. Prática de SPAM,ofensas, xingamentos, demonstrações de racismo ou intolerância religiosa, racial ou política também. O contraditório é garantido e ansiosamente aguardado, desde que ele seja bem usado.


Warning: file_get_contents(http://widget.dihitt.com.br/tools/api_link?url=http://opatifundio.com/site/?p=744&comments=0) [function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 502 Bad Gateway in /home/opatifun/public_html/site/wp-content/plugins/dihittForWordpress/dihittForWordpress.php on line 89
35 comentários

  1. pra mim não, eu prefiro o brasil em qualquer circunstancia

  2. erich says:

    O problema é estar em um país com cultura diferente sem conhecer ninguem

  3. rodrigo says:

    creio que a pior dificuldade que os brasileiros encontram ao irem morar no Japão é a dificuldade de adptação. Muitos nao planejam direito a viajem, nao estudam como é o país, os costumes e tal, vao achando que é igual no brasil e, por isso, na maioria das vezes, acabam caindo do cavalo e acabam por ficar revotados e frustados. Acho que, se vc quiser emigrar, deve, primeiro, saber para onde está indo, fazer uma análise sobre si mesmo, avalidando se vc vai ou nao se adptar ao país (nao é o país que vai se adaptar a vc, ponha isso na cabeça). Ir sem pensar achando que vai ser tudo do jeito que a pessoa quer é assinar o tratado de idiota, a realidade é outra. Isso vale nao só para o Japão, mas para qualquer outro país. Muitos brasileiros vão para EUA e Europa e acabam quebrando a cara legal, pois vão sem ao menos conhecerem o lugar de destino. Outro ponto importante para qualquer lugar que vc for é o indioma. Se vc nao tem o domínio, fica dificil mesmo. Como vai querer arrumar um emprego se nem o indioma sabe?vai se comunicar como?”uga, buga, uga, buga” e fazendo mimicas?Tem pessoas que, antes de emigrar, planejam tudo, estudam o país, e, depois de estarem preparados e decidos, arrumam as malas e se mandam. Esses se dão melhor (vao econtrar dificuldade, mas nao igual a pessoa que foi sem saber de nada). Enfim, morar em outro país nao é tão simples assim. Vai tempo, reflexao, inteligencia e planejamento.

  4. ricardo says:

    Sempre tive curiosidade de visitar o Japão, ainda não conheço muito da sua cultura local, só conheço por mídia e animes/mangás que vejo/assisto. Não sei se ficaria realmente por lá, mas fazer um tour por alguma cidade conhecida seria realmente bom.

  5. Rafa says:

    Bom eu ainda sou jovem tenho 19 anos mas mau sonho é morar no Japão adoro a língua e ano que vem vou tirar licenciatura em línguas e culturas orientais onde vou aprender a falar ler e escrever japonês e Chinês, mas não faço a mínima ideia de que trabalho posso arranjar no Japão talvez na área do turismo…
    Bom mas se arrumar um emprego estável por la arrumar uma casinha para mim ta óptimo.

  6. rena says:

    concordo plenamente com tudo o que disse… mas infelizmente isso não é tudo…
    tem também o abuso diário sofrido no local de trabalho. abuso físico e principalmente psicológico… muitas vzs ainda vindo de compatriotas. brasileiros que tomam vantagem de outros brasileiros. chefes japoneses negligentes e abusivos…
    todo esse stress diário, mais a falta da família que na maioria das vezes fica longe… será que ainda contam menos do que ter casa e carro próprio, roupas e acessórios de grife?
    pra mim, uma vida sossegada, perto da familia, das pessoas que gostamos, sem o stress de se sentir injustiçado e não poder fazer nada por causa de barreiras culturais… já é algo muito bom.

  7. maria says:

    olha moro no Jp faz 18 anos e se naquela epoca tivessemos a internet com certeza pensaria 2 vzs antes de ir.O avanco da tecnologia proporciona essa informacao,entao acho q se alguem ainda deseja vir,eu desaconselho pq nao vale mais a pena.No meu caso ja nao ha mais campo para atuar no BR devido a idade entao,prefiro ficar aqui do que fazer parte das estatisticas das pessoas q faliram no BR,ou ser vitima da violencia.Se eu pudesse escolher teria feito carreira em alguma empresa porem devo lembrar de que ha 18 anos atras viviamos numa inflacao q chegava a 780% ao ano,portanto antes de julgar,e preciso conhecer a Historia dos fatos para poder ter uma percepcao melhor da epoca.

  8. miki says:

    Morar no japao para quem so ve pela tv ou revista pode parecer mil maravilhas mais tudo tem seu lado da moeda,morei 4 anos no japao a trabalho e nao foi nada façil,o choque cultural e grande.Olha que eu fui educada nos custumes japoneses,mais mesmo assim foi trabalhosos me acustumar com o ritmo de trabalho e a forma de pensar do japones,se alguem realmente se interessa em ir para o japao, seria bom estudar um pouco de tudo sobre o pais e principalmente aceitar as regras e respeitara acima de tudo o povo japones e nao pensar que tudo que se pode fazer aqui no brasil aplica-se la.E uma experiencia que vale apena tentar!

  9. Luana says:

    Eu estudo japonês e seus costumes e modo de pensar desde o ano passado, estudo porque quero ir o mais rápido possível para lá ( Eu vou estudar numa universidade de lá se eu passar ). Eu tenho 13 anos e minha maior preucupação é se eu vou achar algum amigo por lá.. Ví num site que diz que Japoneses não ficam ” amigos ” de estrangeiros, respeitam e tal mas não ficam amigos de verdade.
    Em todas as minhas próximas férias eu vou lá para o Japão para ir conheçendo melhor..

  10. Juliana says:

    Eu sempre pesquisei sobre o japão,acho que por mais dificil que pareça a adaptação a disciplina(trabalho ou escolar) e ate amizades, nao é o fim do mundo tentar, todo mundo tem o direito de escolha.
    Eu já trabalhei com chefes MUITO bravos, mas acho que o abuso que dizem que tem lá é o mesmo que se tem aqui no Brasil, só muda o idioma.
    Financeiramente hoje, vale a pena morar lá. Se eu tivesse dinheiro pra passagem eu iria para la, pegaria a cidadania e viveria lá.

  11. Rickie says:

    Morei 4 anos no Japão, e o que se vê é um país onde a maioria vai pra ganhar dinheiro e voltar, mas acaba ficando por lá. Com certeza se pode ter um bom padrão de vida, mas e daí? um dia vc vai ter que aposentar, e vai ficar morando no Japão? Brasileiros lá s[o conseguem no máximo ser peões de fábrica. Muita gente se ilude dizendo que é feliz por lá e pode comprar o que quer, mas não acredito em felicidade em um país onde se tem que trabalhar muito para se ter um salário razoável. Eu voltei pro Brasil e consegui um bom emprego, de segunda a sexta, que me permite ganhar o mesmo salário que ganhava lá. O Japão faliu, acabou, hoje o máximo que vc conseguirá lá será pagar seu aluguel e comprar comida. Mandar dinheiro todo mes pro Brasil como se fazia antes já é quase impossível… Minha dica: tentem por aqui, façam um curso técnico, porque ir pro Japão realmente não está valendo a pena. Qualquer dúvida: rickie.jp@hotmail.com

  12. Flavia says:

    Tão de brincadeira né? Comparar Japão com Brasil? Que tipo de pessoa tem a coragem de fazer essa comparação e ainda dizer que o Brasil é melhor do que o país da tecnologia, da educação, do respeito? Isso é uma piada. Quem vai para o Japão esperando ficar rico só pode ser idiota, o Japão é um país de simplicidade, espiritualidade, as ruas são limpas, as pessoas são educadas, o trânsito é organizado. Acordem brasileiros, Brasil possui poucas cidades boas para viver e o Rio de Janeiro é o lixão do Japão.

  13. hibari says:

    só de poder sair na rua e nao correr o risco de ser morto por causa de dez reais pra mim ja é motivo.
    isso sem contar as ruas limpas, educaçao e tudo mais.
    mesmo assim cada pessoa tem de saber o seu próprio perfil no japao as pessoas no geral sao mais reservadas e Vc deve respeitar isso.
    lá cada um tem seu espaço.

  14. Julio says:

    Bom… tipo assim, eu estou aprendendo japonês, sei tudo sobre a cultura japonesa, e quero me tornar um mangaka(ou mangajin). Meu maior sonho é ir para o Japão… ainda tenho 16 anos. Será que consigo ir morar lá? ou é melhor eu ficar por aqui mesmo?

  15. paty camui says:

    concordo com a Flávia. O Japão tem uma coisa que o Brasil nunca vai ter, amor pela sua cultura. estou fazendo tudo para ir morar lá, estou estudando japonês, mandarim e, lógico, aperfeiçoando o inglês e, com certeza, vale a pena morar lá. Gente educada é sempre bom ter por perto e, além disso, tbm gosto de sossego.

  16. patricia says:

    bom, eu nao tenho a minima ideia como e morar no japao, me casei com um descendente de japones e tive dois filhos, ele morou la 10 anos,e tudo que tem, que nao e pouco pela idade dele e sem estudo nenhum ele consiguiu muito, aqui no brasil acho que ele nao teria nem uma casa pra morar,os pais dele estao la a 12 anos e nem pensam em vim pra ca, acho que deve ser bom porque senao eles queriam volta, bom so sei que se tudo der certo estamos indo pra la em agosto, to anciosa e tb preocupada pois estou levando os meus filhos, mais tenho uma segurança maior porque o meu marido ja morou la e ele tem bastante parente la, a minha maior preocupaçao hoje e o idioma que nao sei falar e nem as crianças, espero que de tudo certo…

  17. patricia says:

    vou morar em yamashi-ken se alguem for dela e quizer me dizer algo sobre… eu agradeço.

  18. Carlos says:

    Ola.sou carlos, portugues.queria comunicar contigo por causa do japao.queria fazer uma volta de 360 graus na minha vida e pensei numa zona rural do japao onde pudesse viver com um estilo de vida bushido(viver pela espada).é o estilo de vida que queria adoptar por motivos pessoais.pesquisei sobre a cultura mas precisava de uma opiniao de terreno e de tudo o que pudesse cmpletar o que desejo saber.se me pudesses fazer o favor gostaria de saber a tua opiniao.precisava mesmo.muito obrigado.comunica pa psy_lucifer@hotmail.com

  19. Pablo says:

    Tudo o que eu queria saber é se tem como um não descendente de japoneses como eu morar lá,seja pra estudar,trabalhar ou simplesmente por querer se mudar pra lá independente do que vá fazer no japão,sem ter que me casar com uma japonesa ou uma descendente pra conseguir isso.
    Tem como??
    Já vi até mesmo gente falando que eu teria que comprar uma casa por lá pra que eu pudesse ter direito a morar!

  20. Patricia M says:

    Olá, sou casada com um descendente de japones, ele quer muito voltar a viver no Nihon, nunca fui, fazemos aulas de nihongo. Ele me diz que é muito bom viver lá, porém tenho receio, visto que se não me adaptar, terei que ralar aqui no Brasil pra arrumar um novo emprego, etc… alguém que tem experiência boas e ruins poderia me dar umas dicas?

    obrigada

  21. Nick says:

    Bom, creio eu que se nao pode julgar um pais como o japao por pessoas que moraram e nao tiveram sucesso, nem todos sao iguais!

    Tenho 16anos sou bem informado sobre a cultura japonesa, e estou indo pra morar realmente, aconselho a todos que possuem sonhos, nunca desistem, sempre tera pessoas que tentaram impor barreiras, como varios comentarios inuteis, vai em frente, confie em seu Deus e boa sorte!

  22. isabela says:

    eu tenho 13 anos e meu sonho até agora é morar no japão.n sei se da ki pra frente vou ter o mesmo sonho,mas já ta pesquisando sobre isso.
    fiquei sabendo q em algumas cidades no japão,tem faculdades/escolas, para brasileiros.
    Mas realmente morar lá,é bastante difícil.A cultura é diferente e demora um pouco para se acostumar.
    e eu tive a ideia de fazer aula de japones,e a maioria das pessoas q fazem aula de japones,sempre tem um parente q mora,ou já morou no japão.
    ai é melhor,q eu tiro todas as minhas duvidas com ela,ou com o prof msm.
    mas vlw….vcs tao de parabéns pelo site

  23. mario says:

    ola eu sou angolano e esttou indo viver para o japao,falo ingles e frances sou negro e estou indo com visto de turista, gostaria muito de saber si com isso eu cosegueria arranjar trabalho por la arranjar uma casa e viver normalmente sem a emigraçao mi encomodar.qualquer ajuda sera bem vinda e mais sera qui poderias mi indicar a melhor provincia para alguem como eu?obrigado

  24. Vim aqui deixar uma experiência de 2003(eu sei que é antiga mas é a que tenho).
    [SE VC TEM INTERESSE EM MORAR NO JAPÂO LEIA ESSE COMENTÀRIO TODO PARA ENTENDER UM POUCO DAS COISAS COMO ERAM EM 2003]

    Japão é sim tudo o que está escrito nesta postagem, mas temos que ser realistas. Em 1995 dava para ir para o Japão e mandar dinheiro para o Brasil (até de 2000 à 2003, na época em que eu fui e voltei para o Brasil) dava para mandar dinheiro, depois disso foi cada vez mais ficando dificil mandar dinheiro para cá.
    Vendo o comentário da Flávia pode até fazer sentido hoje em 2012 mas em 95,2000 e 2003 isso era uma realidade segura,e foi por isso que muitos se aventuraram no Japão (leia a história dos Brasileiros no Japão e verá se estou mentindo), depois disso o Japão entrou em crise já estava em crise em 2003 (aceitavam mais mulheres do que homens nas fábricas devido que o salário das mulheres era menor) mas mesmo assim consegui uma boa quantia de dinheiro que melhorou drasticamente minha vida no Brasil até hoje esse dinheiro me ajuda.
    Quem está pensando em ir para o Japão para morar hj em dia cuidado, Japão está enfrentando um crise feroz, terremoto, tsnami, inflação, RADIAÇÃO etc meu conselho, coneselho de alguém que já esteve lá é esperem a crise passar para depois ir para lá talvez nunca mais será possível mandar dinheiro para o Brasil, mas pode ser possível morar por lá.

    Outras questões:

    Aposentadoria:

    Quanto a aposentadoria, isso é uma questão que não sei, o problema de ficar tanto tempo no Japão pode sim ser prejudicial para a velhice, lembre-se que o objetivo dos Brasileiros que foram para o Japão na época que citei neste comentário era arrecadar dinheiro e voltar para o Brasil (foi o que fiz e estou satisfeito com isso) agora a questão de morar lá já é diferente da que os outros (os que foram e deu certo) fizeram.

    Ficar muitos anos no Japão:

    Ficar mais de 10 anos no Japão também é muito prejudicial, eu tenho um irmã que ficou todo esse tempo no Japão voltou para cá somente com o ensino fundamental completo ela fez supletivo para adiantar os estudos, só que é exatamente isso que acontece com que tem 13,16 anos (como vi em alguns comentários),TEORICAMENTE você até pode fazer faculdade no Japão etc, mas ao voltar para o Brasil terá que fazer tudo novamente, os diplomas de lá não valem aqui e vice-versa (pelo menos em 2003 era assim não sei se mudou), lembrando que está escrito nos diplomas Válido em todo território nacional(isso aqui no Brasil).
    TEORICAMENTE falando, você pode ter várias faculdades aqui no Brasil mas ao ir para o Japão você é considerado um analfabeto porque até para falar e compreender tem dificuldade.

    Adaptação ao estilo de vida/trabalho:
    No trabalho, você leva bronca todo dia do seu chefe, serviço pesado (dependnedo do local)
    Em casa somente tem o domingo de folga, você usa o domingo para passear, fazer compras, namorar etc.
    No Japão não há tempo para laser( para os Brasileiros peões de fábricas) foi como comentei é um lugar para arrecadar dinheiro e voltar para o Brasil(pelo menos era assim).
    Costumes são muito diferentes, começar um conversa falando sobre o tempo por exemplo é muito estranho aqui no Brasil.
    Ao falar algumas palavras se falar errado pode ofender os japoneses ( como por exemplo Toirê que é banheiro, se você falar banjyo que era a maneira antiga de falar banheiro muitos se ofendem, a palavra chyoto-matte (espere um pouco) se falar em um outro tom pode ofender os Japoneses portanto é melhor usar sucochi – matte etc.
    E muito mais coisas que só lendo em um livro específico você saberá.

    Carga horário de trabalho (2003):
    Muito trabalho, eu lembro que no 1º dia eu fiquei tão dolorido que nem conseguia abrir uma sacola de pão, demourou muito para acostumar com isso.
    O chefe é rigoroso e quer você trabalhando o tempo todo (se são 14 horas de serviço você tem que estar trabalhando 14 horas)
    São 10 mim de intervalo somente para ir no banheiro e comer algum lanche, 1 hora de almoço.
    Fora os problemas de saúde, acidentes de trabalho que podem-se adquirir trabalhando nas fábricas.

    Bom vou ficando por aqui desculpe o comentário enorme mas tentei passar toda minha experiêm de 2 anos de 6 meses morando no Japão.

  25. Daniel Antonio says:

    há mais uma coisa se vocês ainda me aguentarem, se comparar o Japão com o Brasil em muitos aspectos o Japão é bem melhor para viver, internet tem bastante GB(s), comprar as coisas lá também muito barato, o problema do Japão é desastres naturais, e o serviço (das fábricas), quem tiver a sorte de trabalhar num setor grande do Japão(Redator,jornalista,palestrante,gerente,jardineiro/decorador,programador,internet etc) num lugar sem ser FÁBRICAS fique por ai ok ? não faça a burrada de voltar para o Brasil o comentário é só para aqueles que vão para o Japão com a mão no bolso

  26. Luiz Fernando says:

    Olá, bom dia a todos!

    Eu sou o Luiz, técnico em eletrotécnica e estudante de engenharia elétrica. Minha namorada e eu resolvemos morar no Japão, mas não vimos muitas pessoas falando sobre o salário ou mercado de trabalho para técnicos/ engenheiros. Minha preocupação é não conseguir trabalho devido a minha formação. Estamos providenciando aulas de japonês e também aulas de inglês para aperfeiçoamento.
    Alguém que tenha morado lá, tem como nos responder se:
    1 – É difícil conseguir moradia?
    2 – E cidadania?
    3 – É difícil conseguir emprego?
    4 – O salário mínimo é baixo? Qual é a carga horária diária?

    Espero que as pessoas que pretendem ir para lá, consigam ir e sejam felizes, pois nós vamos fazer o possível para ser também.

    Obrigado à todos e parabéns por este artigos, nos será de grande ajuda!

    E-mail para contato: luiz-rj2010@hotmail.com e luizfernandofreire@gmail.com.

    Grande abraço!

  27. Daniel Antonio says:

    Olá Luiz Fernando, Boa Tarde
    Acabei de receber no meu e-mail sua dúvida.
    Eu já havia comentado que no Japão os diplomas não valem infelizmente, pelo menos na época em que fui morar lá.
    1 – É difícil conseguir moradia?
    R: Não é difícil conseguir moradia, os apartamentos tem ao monte, mas você tem que contratar uma Empreiteira ou alguém que esteja no Japão que conheça alguma de CONFIANÇA.
    2 – E cidadania?
    R:A cidadania é um pouco complicado, você precisa fazer uma espécie de RG chamado gaijin toroku, se você quer receber nacionalidade Japonêsa precisa morar no Japão no mínimo por 10 anos (talvez esteja desatuliazo, essa informações são de 2010), se não me engano é necessário estar casado até essa época e ter um filho.
    3 – É difícil conseguir emprego?
    R:Desculpe mas não quero te desanimar mas tenho que ser sincero, na época em que eu fui sim, estava muito complicado achar algum emprego, até porque na época a crise começou abalar o Japão, depois do terremoto do ano passado pode ser que hoje esteja pior, isso porque é na Área de Fábricas, na área em que você está procurando (técnico em eletrotécnica/engenharia elétrica) eu não sei dizer bem como está, mas posso deduzir que não está nada bom.Meu conselho é espere a crise passar.
    4 – O salário mínimo é baixo? Qual é a carga horária diária?
    R: Garanto que o salário é bem mais alto do que no Brasil, muito mais alto, a não ser que você vire vereador/prefeito/governador etc. ai não compensa ir no Japão. Carga horária geralmente é de segunda a sábado 6h:00min até as 10h:00min (tem 10 minutos de intervalo chamado de kiokei) 10h:10min até 12h:00min(1 hora de almoço) das 13h:00min até as 16h:00min(tem 10 minutos de intervalo chamado de kiokei) 16h:10min até as 18h:00min(tem 1 hora de janta opcional você pode jantar tanto na empresa como em casa) e depois disso você tem o chamado de hora extra que nas fábricas e´obrigatório (eles falam que não é mas todos os que não fazem são mandados embora portanto é sim obrigatório).
    São aproximadamente 12h40min de serviço + 2h(extras geralmente),total 14h40min de serviço, muito serviço muito dinheiro, não é igual do Brasil que é muito serviço e pouco dinheiro no Japão pelo menos você ganha o quanto trabalha, queria que o Brasil também fosse assim.
    Se quiser entrar em contato meu e-mail é daniel.1.msn@hotmail.com
    Espero ajudar.

  28. Isabela says:

    Eu queria saber se e uma boa ideia ir morar no japão sem conhecer minguem e sem conhecer o lugar, mora socinha no japão com essas condições ta certo, pq eu n quero ir para o outro lado do mundo pra sofre, se for pra sofre eu sofro no brasil msm
    alquem me responde

  29. rodrigo says:

    Uma duvida..uma pessoa sem descendencia consegue ir pro Japão ou é impossível?

  30. jenifer says:

    oie .
    me chamo jenifer e estou com tudo marcado para daqui uns tres meses ir para o japao vou com minha filha que tem um ano de idade ; estou indo porque decidimos fazer nossa vida la eu e meu marido que jah esta la me esperando,eu tenho muito medo de tudo , de sofrer , dos terremotos , da viajem com a minha bebe , mais a pior parte e quando eu chegar la tenho medo da adaptacao , do trabalho como sera tudo isso ,e tambm quero uma creche de confianca para minha bebe… quero saber se vcs podem me informar uma forma mais rapida de aprender o japones ou um curso basico on line coisa e tal se puderem me informar eu agradeco desde jah!

  31. Spetson says:

    Oi Jenifer!
    Esse tópico é antigo, mas como seu comentário é recente, vamos lá, talvez ajude a você e também outras pessoas com as mesmas dúvidas.

    Eu moro no Japão desde 1992, tenho visto permanente e nunca retornei ao Brasil, passei por várias “fases” do Japão, mas dizendo para você como eu vejo o país hoje seria assim:

    Existem lados positivos e negativos…

    (Financeiro)
    Vir para o Japão para “fazer a vida” é algo que você logo descobrirá que não é tão fácil, no passado era possível guardar muito dinheiro se você sacrificasse a sua vida social e lazer e se dedicasse as horas extras e trabalho noturno, hoje nem isso é possível, não existem mais tantas horas extras assim, Aqui ainda se ganha muito mais que no Brasil (em termo bruto, olhando só pela moeda) porém o custo de vida é infinitamente superior e os impostos dobraram, portanto o que um casal ganha é suficiente para se ter uma vida melhor que no Brasil (padrão de vida) mas não dá para “fazer a vida” se o propósito for retornar ao Brasil.

    (Medo da viagem)
    A viagem é a parte mais gostosa, tranquila, nada para se temer, tanto você como o bebê estarão em segurança no momento em que deixarem o Brasil. (os perigos maiores estão aí)

    (Medo de sofrer aqui)
    Depende de cada pessoa, o início é sempre difícil pela adaptação, saudade, trabalho diferente de seu habitual, cultura, distância da família, etc.
    Cada pessoa tem um período de adaptação diferente da outra, mas não é tão difícil de gostar do Japão porque a segurança, infra estrutura e estilo de vida lhe favorece.
    Existem sim, aqueles que de forma alguma se adaptam é pedem para voltar, e outros que se adaptam demais e nunca mais querem voltar, minha esposa é brasileira pura e se adaptou de forma que nunca voltou ao Brasil nem para passear … enfim, no geral, apenas venha de mente aberta, pronta para aceitar as diferenças, preparada para aprender (aprender é gostoso)
    Independente de qualquer coisa, será uma experiência fantástica para se guardar para o resto da vida, mas saiba que haverão momentos bons, ruins, dificuldades, divertidos, outros mais tristes (como em qualquer lugar do mundo).

    (O bebê)
    Creche para a bebê, depende de onde você for morar tem creche brasileira, e se for creche japonesa não precisa ter medo, será bem cuidado e não tem nada para se temer.
    Meu filho nasceu aqui, foi para creche com 4 meses para a mãe poder trabalhar, hoje tem 12 anos de idade e uma educação fantástica que me admira o tempo todo. Essa foi uma das melhores partes para mim, poder criar um filho em um país que proporciona tal educação.
    O bebê se adaptará antes de você.

    (Terremotos)
    Acredite no que te digo, A possibilidade de você se ferir em um terremoto é proporcionalmente igual a se ferir em um acidente de trânsito. A Possibilidade de morrer de terremoto é proporcional a qualquer outro acidente, e é menor que a possibilidade de ser vítima de violência em uma cidade grande no Brasil.

    (Idioma Japonês)
    Outra vez depende de cada pessoa e a facilidade de aprender de cada um.
    Livros ajudam, existem ainda cursos gratuitos nos finais de semana em algumas prefeituras, mas a melhor maneira de aprender será no cotidiano, nenhuma escola poderá lhe proporcionar o que o dia a dia com os japoneses fará.
    O segredo é aceitar!
    Aceitar a cultura, aceitar o Japão e não resistir, não evitar coisas como “TV Japonesa”, desenhos japoneses (não que necessite assistir só isso).
    Será natural “não aceitar” a cultura japonesa no início, pois haverá preconceitos, haverá descriminação, haverá coisas idiotas que só os japoneses conseguem dizer ou fazer, esse choque cultural irá dificultar se socializar, e nesse período, você não conseguirá falar ou entender japonês, mas quando perceber que gente boa e gente má existe em qualquer raça, ficará bem mais fácil.

    (Lazer)
    Existem muitos lazeres, mas hoje deve se tomar muito cuidado, O orçamento é apertado no Japão, não é nada parecido com o que era antes de 2009.
    O Dinheiro é contado, e em um país consumista e sedutor como esse, será preciso muitas cabeçadas para perceber que aqui não é nada diferente do Brasil.
    Lembre-se disso antes de vir: “O Japão é um país rico de pessoas pobres”.
    Aqui é exatamente como no Brasil, a divisão da classe Social é enorme e é baseada em quem é Shain (funcionário de empresa) e quem não é (empreiteiras).
    A Estabilidade no trabalho hoje é Zero para quem trabalham por empreiteiras.
    Essa segregação social é bem nítida por aqui.

    No geral pense em um resumo assim:
    ——————————
    “Japão não é um paraíso, mas não é o bixo papão também,
    ganhar dinheiro é uma chance em mil, mas para viver é bem melhor que no Brasil desde que esteja trabalhando, Estabilidade é bem menor que no Brasil mas segurança e educação é superior. Padrão de vida é melhor, mas se trabalha mais.”
    ——————————

    Aquele abraço, boa viagem e Boa Sorte.

  32. Douglas says:

    Bom..Tenho 18 anos tenho esse sonho de morar no japão faz tempo,conheço bastante a cultura japonesa , pesquisei MUITO sobre tudo , estou disposto ah ir com tudo de mente aberta e peito aberto porque como a minha vida esta hoje não tem como piorar não sou feliz aki(brasil),meus planos são de juntar dinheiro até 2016 e ir embora daki de uma vez por todas meu maior medo é “sera que vou fazer amigos la” , “Vou conseguir ter uma vida estável” , se alguém tiver algumas informações recentes sobre la eu agradeceria muito ,e se alguém também tem sonhos independente se é bom ou não vá em frente você só tem uma vida ,então é isso abraços pra todos

  33. Akemi says:

    Concordo com tudo que o Spetson escreveu.
    Vivi os dois lados … ODIAR O JP ou GOSTAR DO JP!
    Estou aqui ha 12 anos e voltei somente 1 vez ao BR.
    Durante os 5 primeiros anos praticamente vegetei pois nao aproveitei nada do que poderia daqui, passei esses 5 anos odiando o JP e sentindo saudades do BR, trabalhei em fabrica e tudo mais. Depois que retornei do BR percebi que o fato de nao viver bem aqui eh somente a minha culpa. Se eu nao mudasse o meu modo de pensar, nunca seria feliz aqui, foi ai que resolvi mudar tudo. Comecei a estudar ingles, japones e ha 4 anos nao trabalho mais em fabrica e sim como tradutora na prefeitura da cidade. Ja trabalhei como professora de ingles tbem. E mesmo trabalhando em fabrica, vc. pode ser feliz a partir do momento que vc. se conscientizar que o problema nao eh o pais e sim, a sua cabeça. Todo mundo fala de preconceito, não vou dizer que não existe, existe sim mas o primeiro preconceito está na cabeça do ser humano. Meus filhos estão na escola japonesa há 3 anos e NUNCA sofreram preconceito pois sempre os incentivei a tratarem todos por igual.
    Já trabalhei nas escolas japonesas como tradutora e posso garantir que a educação é excelente e o melhor, GRATUITA!

    Agora por quê fico aqui no JP? Não fico por causa do dinheiro pq na verdade no final do mês não sobra nada, mas fico pela segurança pois sei que meus filhos podem andar de bicicleta com os amiguinhos quase sem preocupação algum, algo que é impossível na cidade de onde venho, São Paulo.

    Lógico que há certas coisas que realmente nós brasileiros nunca teremos aqui, certas vagas em certas profissões, mas incentivando os filhos a estudarem, a aprenderem ambas as línguas, é praticamente certeza que poderão se dar bem profissionalmente aqui e no BR (afinal de contas, BR adora um diploma de universidade do exterior!).

    Brasileiro primeiro precisa aprender a respeitar a cultura japonesa e aos poucos ensinar os japoneses um pouco da nossa cultura.

    O JP como em qq outro país tem seus prós e contras. Nenhum país é perfeito, nenhum país é um paraíso … paraíso mesmo só qdo. estamos de férias!!!!

    AMO o BR, mas o fato de saber que há pessoas que não respeitam os outros, por isso roubam, matam, estupram, sequestram, me deixa indignada!

    A pior parte é estar longe dos amigos e família, por causa disso posso dizer que sou 80% feliz morando no JP.

    Apenas seja feliz onde quer que esteja!

  34. Akemi says:

    Respondendo a pergunta sobre não descendente vir ao JP, eu acredito que não seja possível pois já vi vários brasileiros que se casaram com descendentes e após expirar o visto, ficam ilegais aqui no JP. O emprego na fábrica não te garante o visto. Visto de trabalho acredito que só se vier com este visto do BR.
    Mas antes de mais nada, nada melhor do que consultar o Consulado Japonês no BR ou alguma agência de turismo.

Deixe seu comentário!