O problema da pedagogia

…ou dos pedagogos…

 

Educação virou o tema da vez quando se fala de política. É incrível, você liga a tv e encontra jornais e propagandas sobre o tema.

Então o Serra, governador de São Paulo, resolve fazer uma suposta revolução na educação (do dia para a noite) e decide que todos os licenciados aprovados em concurso terão que fazer um curso (provavelmente semipresencial) sobre (basicamente) prática de ensino.

No Brasil temos uma divisão interessante: pedagogos e licenciados. Os pedagogos são professores polivalentes (que dão aulas de todas as disciplinas) e que estudam durante três anos teorias sobre educação. Já os licenciados são especialistas em uma única disciplina e estudam entre 3 e 6 anos (depende da universidade) NÃO SÓ as mesmas teorias, mas teorias de uma determina disciplina. Ah! Vale lembrar que os pedagogos só podem dar aula para crianças até o 5º ano (antiga 4ª série), a partir daí, apenas especialistas (licenciados).

Falando por experiência, na graduação tive só no primeiro semestre 12 disciplinas. Não consigo imaginar qual outra carreira consegue ter tantas disciplinas em um único semestre. Além das disciplinas básicas do curso de letras, tínhamos muitas disciplinas voltadas para a educação (teorias e mais teorias sobre educação, as mesmas que os pedagogos tem).

Eu não sou contra o curso de pedagogia, não mesmo. Acho apenas que ele deveria ser dissolvido em um ano e virar um complemento para as licenciaturas. Estudar superficialmente várias disciplinas e dar aulas sobre elas é o fim…

Você acha que é bobagem?

O pedagogo tem uma missão importante: Alfabetizar, ou seja, a criança deve chegar ao sexto ano sabendo ler e escrever. O “especialista” fica muito feliz quando recebe uma criança assim, mas as crianças chegam sem saber escrever o próprio nome.

Outro problema do pedagogo é que além dele não alfabetizar, ele é um generalista: não sabe nada de cada disciplina.

Na imagem temos um trecho que eu digitalizei da prova do meu irmão, que está no quinto ano (clique na imagem para ampliar):Clique para ampliar

 

Observem que o exercício pedia para a criança colocar o nome do local INFERINDO a partir da figura. A pedagoga (muito inteligente!) riscou “New York” e colocou “USA”. Why?

Temos uma imagem da estátua da liberdade e a pergunta “Where are you from?”. A criança (no caso meu irmão) vai partir do conhecimento de mundo, assim ela vai inferir pela imagem. No caso, meu irmão sabe que a estátua da liberdade fica em Nova Ioque, então respondeu: New York. Está errado? Não! É como você perguntar para alguém: de onde você é? E a outra pessoa responder: São Paulo. Eu vou riscar São Paulo e colocar Brasil?

A questão vai além…

O problema do despreparo dos pedagogos está só ocultando um outro problema: o livro didático como muleta. A pedagoga além de não saber que New York está certo, corrigiu comparando a resposta do aluno com a do livro didático. Assim, se o livro sugere USA, a resposta do aluno está errada. Fica claro que ela não sabe inglês…

Tenho outras provas (não só de inglês, como português, história…) que permitem escrever uma tese sobre a prática dessa professora (e de outras que ele teve) e sobre o problema da pedagogia…

71 thoughts on “O problema da pedagogia

  1. Meu nome é Moacir Ferreira Rodrigues sou Pedagogo habilitado em orientação educacional, Supervisão escolar e administração escolar pós-graduado (lato senso) inspeção educacional Psicopedagogia. Já trabalhei como orientador educacional, Educação inclusiva com portadores de necessidades especiais e hoje trabalho com pedagogia empresarial

    Primeiro gostaria de agradecer a atenção. E dizer que estou à disposição para esclarecer qualquer duvida meu Emil e site está contido nestas linhas a seguir. (moacirphd@yahoo.com.br)(https://twitter.com/#!/Pedagogo_fala)

    Quando achei esse fórum achei super interessante e resolvi dedicar um pouco do meu tempo. Gostaria de dizer que não sou o dono da verdade simplesmente sou um pedagogo que gosta de sua profissão. Quando li todos os comentários a primeira impressão é que estava em uma praça de guerra. Porem logo percebi que as dialéticas todas vinham em tom de desabafo, desconhecimento ou descontentamento. (não custa nada fazer uma boa pesquisa) então vamos esclarecer algumas coisas.

    Primeiro Pedagogo A palavra Pedagogia tem origem na Grécia antiga, paidós (criança) e agogé (condução) Na verdade na Grécia antiga era chamado pedagogo os escravos que levavam as crianças para as escolas e não os professores.

    Também gostaria de dizer que a pedagogia é a ciência que estuda a educação (alguns doutores em educação concordam outros discordam) porem a lei de diretrizes e base é bem clara perante a isso em teoria todo professor é pedagogo não importa nível básico médio ou superior (a diferença é cultural e na legislação que muitas vezes Especialista em educação se difere de professores esses são os pedagogos. lei de diretrizes. – procure MEC LDB 9394/96

    http://www.direitonet.com.br/artigos/exibir/392/A-Lei-9394-96-e-os-Profissionais-de-Educacao

    “O juiz é um profissional de Direito em exercício secundário de magistério. Um docente é um profissional de Educação em exercício primário de magistério de caráter permanente, transforma seu ofício em uma carreira, é, poderíamos dizer, o magistério é a sua profissão jurídica, caracterizando-se assim como um profissional de educação escolar.

    Todo profissional de educação é professor, mas nem todo professor é um pedagogo segundo a LDL. Um juiz, um enfermeiro, um contador, um médico, um militar, um engenheiro, qualquer profissional liberal, enfim, pode nos seus horários de disponibilidade exercer o magistério, as instituições escolares ganham muito com suas experiências no mundo do trabalho.”

    Isso gera uma confusão muito grande porque Pedagogo é quem faz pedagogia e professores Nível médio e estudam áreas especificas porem epistemologicamente falando mesmo a lei distinguindo isso o termo pedagogo se aplica a todos os professores porem a profissão de pedagogo (especialista em educação) são quem faz pedagogia.

    Em relação a o que foi dito sobre a profissão de pedagogo é lamentável as generalizações, pois qualquer pessoa inteligente sabe que para expor uma opinião tem que ter conhecimento teórico sobre o assunto e venhamos e convenhamos conheço médicos, engenheiros, licenciados em letras, arquitetos …… péssimos profissionais e a falencia não é so no curso de pedagogia mais na maioria das graduações brasileiras. (quando falamos em praxi sérias construtivas)
    Para os maus informados a docencia é só mais uma Habilitação da pedagogia existem dezenas como na engenharia medicina etc. Para simplificar vamos dizer que todo medico é clinico porem nem todo clinico é cardiologista ou oftomologista. O mesmo acontece com a pedagogia todo pedagogo tem Habitação em docência das sérias iniciais (os que não tem é por que afacudade encontrou uma brecha na lei quando ouve a criação do curso normal superior usando de má fé para baratear o cuso diminuindo cadeiras) porem nem todo pedagogo é psicopedagogo ou orientador ou pedagogo Hospitalar ou pedagogo empresarial mais abaixo explico as diferenças. (para esclarecer melhor para a pessoa que quer lecionar nas séries iniciais existe um curso chamado normal superior mais o pedagogo segunda a LDL é obrigado a cumprir todas as cadeiras do curso que em media duram quatro anos que vão desde didática filosofia a administração metodologias e outras dezenas alguma duvida procure MEC seção educação superior

    Falando sobre o caso do garoto é complicado dizer, pois não á duvida que a prova foi mal formulada porem o pedagogo especialista, o supervisor da escola do garoto teria que ter observado segundo a legislação brasileira a cordenação tem o dever de acompanhar o processo, pois nada mais foi do que um erro dialetico geografico de má formulação. E alem do mais a lógica é simples a estatua da liberdade é símbolo de New York mais também é símbolo do Estados Unidos da América, porem não passou de uma questão de dupla interpretação erro sim, pois o processo prevê que devemos respeitar a lógica do aluno mais o vestibular está cheio destas questões. Talvez falta de atenção talvez incompetência difícil responder. Porem a uma questão muito mais complexa por trás desta avaliação. 90 % dos PhD em educação são metódicos em dizer não existe método e Avalição satisfatórios no mundo por causa de uma simples pergunta “o que vale mais o conteúdo ou o significado do conteúdo para formação de cidadãos críticos que ajude nosso país a crescer. E não desmerecendo a questão acho que não agrega nada de tão trágico em um erro ortográfico. Seria uma ótima forma de mostrar para a criança que as pessoas erram e que ele também pode errar (trabalhar o ser) lembrar dos quatro pilares da educação (que é o mais importante…. Saber ser saber fazer saber conhecer saber conviver junto que pelo jeito você e a pedagoga precisão trabalhar esse ultimo quesito) Procure na TV escola um vídeo sobre avaliação onde professor da USP fala sobre sua tese de doutorado sobre avaliação caso queiram se aprofundar caso não encontre me mando o Emil que mando o link digo isso sobre avaliação não somente pela tese desse doutor mais pela disciplina estudada em minha graduação sobre avaliação e sobre os livros que já li caso queira indico alguns.

    Abaixo segue um resumo que fiz sobre a carreira de pedagogo e em seguida eu aprofundo sobre desafios da educação e teorias epismológica que permeia a questão discutida neste texto. Pois um educador que não conhecer o minimo de epistemologia é como um professor de educação física que não conhece anatomia. Agradeço desde já.

    Pedagogo

    A Carreira em Pedagogia
    Pedagogia

    Habilitação:
    Pedagogo
    Duração do Curso:
    Quatro anos
    Área:
    Ciências Humanas

    Estudioso das teorias do ensino e da comunicação humana, o pedagogo ( profissional de pedagogia ) é o responsável por planejar, dirigir e implantar escolas e entidades de ensino em geral. (obs. Educação formal e informal )

    Mais do que cuidar dos aspectos pedagógicos também é função do profissional de pedagogia administrar e liderar a administração escolar.

    O profissional de pedagogia deve sempre fiscalizar os métodos de ensino e acompanhar o cumprimento da legislação.

    Como todos sabem e os especialistas de todas as áreas confirmam, a educação é a base para uma sociedade mais civilizada e desenvolvida.

    Todos os países que atingiram um nível superior de desenvolvimento devem isso ao investimento em educação e pedagogia. Estes investimentos devem ser constantes e sempre muito bem planejados.
    O pedagogo pode atuar em diferentes áreas bastando se especializar (lato-sensu) como qualquer outra profissão:
    Habilitações:
    *Docencia
    *supervisão
    *orientação Educacional
    *Adminsitração escolar
    *Inspeção
    *psicopedagogia intitucional
    *psicopeadogia clinica
    *pedagogia social (terceiro setor ONGs afins)
    *Pedagogia hospitalar
    *Pedagogia Holística
    *Tecnologia em educação
    *Ensino Superior
    *Educação a distancia
    *Pedagogia Editorial (revisão livros didáticos editoras fabricas de brinquedos pedagógicos
    *Pedagogia Empresarial (Treinamento)
    *Pedagogia do trabalho (Gestão recursos Humanos)
    Outros

    Para tornar a educação melhor e mais atrativa o trabalho do profissional de pedagogia deve ir além dos limites da escola. Museus, bibliotecas, pesquisa com outros profissionais são muitas as fontes que o profissional de pedagogia pode pesquisar para desenvolver o seu trabalho.

    Como a educação é um processo dinâmico e novos conhecimentos estão sempre sendo gerados, o profissional de pedagogia deve sempre ir atrás de novidades.
    Áreas de Atuação para o Profissional de Pedagogia

    O mercado de trabalho para a pedagogia está ampliando cada vez mais no Brasil. Além dos empregos tradicionais dando aulas, dirigindo escolas (públicas e particulares) e no governo (em órgãos relacionados à educação, tais como o MEC), outras boas oportunidades de trabalho estão surgindo: o profissional de pedagogia pode também trabalhar em empresas de RH ( recursos humanos ), em editoras, em ONGs e até em hospitais!

    Em grande parte dos hospitais, principalmente entre os maiores e nos que realizam o trabalho com crianças, temos a instalação de bibliotecas e brinquedotecas.

    Nas brinquedotecas, essenciais para o entretenimento de crianças que estão fazendo tratamentos de longo prazo ( câncer infantil por exemplo ), o profissional de pedagogia pode atuar desenvolvendo atividades para os meninos e meninas e também auxiliando na compra de brinquedos pedagógicos.

    Nas editoras o profissional de pedagogia pode atuar trabalhando escrevendo e também revisando livros de conteúdo histórico e educativo.
    O Curso de Pedagogia

    Durante os primeiros anos do curso de pedagogia o foco será o estudo da estrutura e funcionamento da educação, principios básicos de administração escolar e também psicologia e metodologia geral de ensino.

    A partir do terceiro ano o aluno poderá escolher várias disciplinas optativas ( complementares ) para fazer, entre as quais filosofia, história da arte e pedagogia para crianças portadoras de necessidades especiais por exemplo.

    Pontuando em relação ao fórum

    Gostaria de dizer aos caros colegas que achei interessante a praxi dialética que foram usados nesse fórum. Gostaria de esclarecer muitas coisas a todos porem ciências humanas como em geral é uma ária do conhecimento muito complexa. A Educação como de fato inclusa dentro das ciências humanas não foge a regra. Vou simplificar primeiro porque estamos lidando com pessoas e não com maquinas acho mais fácil, por exemplo, engenharia medicina física do que qualquer área de ciências humanas por que as pessoas não podem ser calculadas. Por exemplo, dentro de ciências humanas não existem verdades absolutas. Existem dezenas de teorias dos maiores pensadores de todos os tempos que simplesmente são contrarias exemplo hermenêutica Sócrates racionalismo Descartes Empirismo John Locke se começar a citar fico aqui a noite inteira. Todas de bases solidadas nos especialistas chamamos isso de escolas porem uma determinada escola (teoria que embasa a pratica) como pessoas não são números nem moldes, ou seja, são únicas cada uma se aplica em determinado tipo de cultura, por exemplo, pergunto caros colegas se analisarem as teorias por trais dos métodos dos países que tem a educação como prioridade como Japão Inglaterra Alemanha Suécia vocês vão perceber que as bases são totalmente contrarias umas das outras o que explica isso? Se no final do processo as crianças aprendem sabendo que as bases teóricas e praticas são diferentes! Muito simples as pessoas não são iguais. Vou falar sobre epistemologia (Epistemologia ou teoria do conhecimento (do grego ???????? [episteme], ciência, conhecimento; ????? [logos], discurso) é um ramo da filosofia que trata dos problemas filosóficos relacionados com a crença e o conhecimento. É o estudo científico da ciência (conhecimento), sua natureza e suas limitações.). Por que acho que ensinar é mais difícil que qualquer outra área? Porque pessoas são diferentes o que quero que meu filho realmente aprenda não é o que talvez o que seu filho aprenda. O que realmente e importante aprender como realizar esse processo interno sabendo que cada ser umano é único será que realmente uma questão mal formulada em uma prova ou algumas de tal forma que vamos incapacitar essa criança? Quantos professores que não gostamos ou que não tinham condição de lecionar já passaram por nos isso influenciou tanto nossas vidas. Bom não estou defendendo (e não leve esse “não” como abstrato no sentido da neurociência para considerar só o resto da frase) acredito que ha muitos problemas mais a culpa não é só dos pedagogos ou melhor de alguns pedagogos, eles apenas são o fruto do mesmo sistema que estão defendendo se muitos não tem competência é o próprio sistema. Por que digo isso, pois falamos educação é um processo pra vida toda onde fazemos parte de um sistema planetária gigantesco vou complicar um pouco agora. Os pedagogos são obrigados a seguir lei de diretrizes e bases os pcns o regimento escolar o ppp projeto político pedagógico e muitos outros. Esses documentos norteiam o trabalho de qualquer professor como método e conteúdo (currículo) os educadores nada mais são que representantes legais do governo para ensinar. Caso haja discordância de algum método então vá até o site do MEC e leia todas as leis cartilhas indicações. E te digo se não tiver um conhecimento razoável de epistemologia psicologia antropologia dialética as opiniões vão de encontro a teorias que só funcionam no papel porem lembrado que para o método funcionar tem que ter todo um contexto. Exemplo qualidade matérias melhores salários políticas de incentivo bons cursos de formação mais investimento em infra estrutura e também uma coisa que acho ponto chave de toda essa hermenêutica que venho colocando é controle do processo inspeção propriamente dita por que as escolas não tem políticas que facilitam o controle de qualidade de aprendizado que realmente funcionem. A noticia boa é que estamos evoluindo, pois todos esses erros cometidos na historias da educação brasileira nada mais são do que processo que cada vez mais vai se aperfeiçoado ou acredita que os países de primeiro mundo sempre tiveram escolas de qualidade, ate pouco tempo se classificavam o professores pelos especialistas como (tradicional, progressisvista, escola nova,tecnicista, e outros) comparado a outros países nosso pais é um adolescente, ou melhor, dizendo, emergente. O processo de mudança esta ocorrendo em todas as áreas. Inclusive na pedagogia. Agora digo em ciências humanas não existem verdades absolutas. E a escola é um dos únicos sistemas (pontuando teoria de sistemas administração) que somos obrigados a aplicar métodos que por mais diversificado que seja busca um resultado macro parecido (Educação de qualidade) porem um resultado micro diferente. Esclarecendo por exemplo eu quero que meu filho aprenda! Isso todos pais querem mais ai vem à praxe em questão, aprender o que? qual sentido do aprendizado pra ele o que aquilo vai agregar de bom como ser humano. Ou seja, cada família tem seu ponto de vista por isso à educação se torna diferente (por isso tem uma cadeira chamada letramento na graduação) diferença de letramento e alfabetização. Desculpe mais vou ser obrigado a dizer que dentro deste tópico todos estão fazendo uma confusão muito grande entre letramento e alfabetização. pergunto o que é mais importante saber escrever bem uma palavra ou amar o que esta escrevendo? respondo os dois. Muita paz a todos e indico o livro os quatro pilares da educação que foi uma conferencia feita pela unesco com varios paises onde ouve uma grande discução sobre educação para seculo 21 e chegaram aos 4 pilares da educação educadores de plantão pra mim a escola tem dever de passar por esses 4 pilares (saber ser saber fazer saber aprender e saber a conviver juntos) muita paz a todos.

  2. Meu caro vc está cheio de veneno,vc está se sentindo o bam bam bam.
    Grande M vc.Acha que é melhor do que os outros?
    Pois bem ,vou baixar o nível assim como vc,vou falar a sua língua.
    Sou formada em pedagogia,licenciada em geografia,Pós-graduada em educação especial,LIBRAS e gestão educacional.
    Tenho erros de português,por isso uso um dicionário constantemente,e esses erros se dão por conta dos meus professores licenciados em língua portuguesa,tenho dificuldades na matemática,graças aos licenciados em matemática e muitos outros por ai.
    Falar mal do curso de pedagogia demonstra quão pequeno vc é,generalizar um curso por conta da professora do seu irmão chega a ser ridículo.
    Saiba que os queridos licenciados estão todos depressivos,pq não tem didática,não compreendem os alunos,não conhecem como se da o desenvolvimento das crianças e nem o processo de aprendizagem.
    Se vc precisar de ajuda para dominar sua sala,chame um pedagogo,ele saberá como agir e quem sabe de te umas aulinhas de didática ok ?
    Se vc precisar ler um decreto,a LDB ou qualquer lei que trate da educação,chame um pedagogo,ele saberá te dizer o que esta sendo explicitado ali.
    Se vc tem um aluno com dificuldades de aprendizagem,chame um pedagogo,ele saberá o que deve ser feito.
    Se vc tem indisciplina na sua sala e não sabe como lidar com isso,chame um pedagogo,ele está preparado para isso.
    Se vc precisar de ajuda para preparar suas aulas,se vc esqueceu os objetivos,fundamentos da sua matéria,chame o pedagogo,ele sabe qual o fundamento de tudo que é ensinado em todas as séries.
    Se vc nunca leu as diretrizes da sua matéria e precisar de ajuda para compreende-la,chame um pedagogo,ele sabe e já leu as diretrizes de todas as disciplinas da área em qual atua.
    No trato com os pais e comunidade escolar,ele tbm está preparado.
    Na área pedagógica da escola ,no relacionamento entre os licenciados,no direcionamento das atividades da escola…
    Ta bom pra vc?….

  3. muito bom!era o q eu procurava,tirei minhas duvidas,to no meu primeiro ano de pedagogia,quero ser orientador.veleuuuuu!

  4. Devemos falar só o que temos conhecimento. Meu curso de Pedagogia não foi de três anos e nada que voce falou tem veracidade. Ler o que ignorante escreve apavora qualquer um, e você é um leigo de primeiro grau referindo-se ao seu conteúdo sobre PEDAGOGIA.
    Lei Pedagogia e Pedagogos para que? de Celso Vasconcellos e você perceberá que nao sabe nada do que fala.
    Sinto muito por seu analfabetismo funcional sobre o que fala.
    Procure também estudar quais são as atribuições de um PEDAGOGO.

  5. Li o seu post, sou formada no antigo magistério CEFAM, lecionei durante 6 anos , sou Bacharel em Tradução e interpretação. Curso o terceiro semestre da Licenciatura em letras, mas penso em fazer a licenciatura Plena em pedagogia.
    Acredito, meu caro colega, que você está um tanto errado quanto à pedagogia. Na faculdade, lecionei na moniria de sintaxe para outros alunos, e os alunos que tinham dificuldades com a língua eram os que faziam a licenciatura em letras.
    É fato que a Educação está em declínio no Brasil, mas está em declínio em todas as áreas, devido à massificação do ensino. Você demonstra ter o que nenhum professor deveria ter: preconceitos e desconhecimento. É assim que você quer desenvolver atitudes de cidadania e respeito em seus alunos?

  6. Meu nome é Luana e sou PEDAGOGA com muito orgulho da minha profissão.
    Antes de criticar um pedagogo sugiro que você faça esta graduação e perceba qual é o nosso verdadeiro papel em sala de aula.
    Gostaria de colocar que o pedagogo é o único profissional que realmente tenta compreender as diversas ciências para poder dar aula, nos vemos tendo que dar aula de diferentes disciplinas, mesmo sabendo que não somos formados na mesma. Por acaso você já viu algum professor de matemática estudando literatura para ensinar à seus alunos?
    Acho engraçado que no Ensino Fundamental II os professores dizem que nós (professores do Fundamenta I) não fizemos nada pelos alunos, mas quantos vendo tal situação tentam alfabetizar esse aluno? Quantos tentam investigar para saber se o aluno não aprendeu por “incompetência” de seus antigos professores ou porque ele simplesmente não queria aprender? Quantos levam em consideração que a progressão continuada foi entendida de maneira distorcida e com isso os alunos não se esforçam para estudar acreditando que ao final do ano irão passar? Quantos se perguntam se o aluno deixou de ser retido porque o professor se vê de mão atadas (ele contra as políticas educaionais)?
    Peço que não menosprezem o trabalho de um Pedagogo, pois todo e qualquer profissional formado foi aluno de um pedagogo.
    Não temos nada contra professores especialistas em determinada disciplina, mas parece que muitos não entendem que são tão professores quanto nós, e que ao contrário dos especilaistas que se dedicam apenas à uma disciplina, temos que dar conta de todas?
    Acham fácil alfabetizar? Sejam alfabetizadores.
    Sinto-me realmente desapontada quando vejo a desvalorização do meu trabalho e dos meus colegas, considerando que nos desdobramos para dar aulas de qualidade.
    O mais engraçado é que todo mundo opina sobre educação como se fossem super conhecedores da àrea, mas na verdade não são.
    Acham que estou exagerando? Então vão dar aula para 40 crianças em uma sala que só cabem 30 e com 3 ou 4 alunos de inclusão.
    Mesmo tendo muito mais a dizer…paro por aqui.

  7. Ah! Sobre a prova de su irmão: A professora está certa!!!!!
    Afinal, para a primeira foto ele colocou “Itália” (país) ou seja na segunda resposta ele também deveria colocar o nome do país (Estados Unidos da América).
    E mais, sorte dele que ela não levou em consideração que ele escreveu o nome dos paises com letra minúscula. Ao invés de criticar os professores, sem fundamentação, vá ajudar seu irmão a ler e escrever (já que afirma que os professores não ensinam nada) que você ganha mais.

  8. Olha eu respeito a opinião de todos, mas acontece que eu sou acadêmico de Pedagogia, e o que eu percebo é o seguinte,o curso de Pedagogia faz parte das chamadas Ciências Humanas, e é muito natural e perfeitamente compreensível que este curso seja criticado, pois vivemos em uma sociedade materialista e imediatista , uma sociedade que valoriza o ser humano pelo que ele TEM, e não pelo que ele É,por isso um curso de graduação como o de Pedagogia , é rebaixado, assim como qualquer coisa que valorize o Ser Humano, notem que só se valoriza aquilo que trás muito dinheiro, como os pedagogos não acrescentam nada ao bolso de ninguém, eles são desvalorizados,além disso, os pedagogos tem muito mais campo de trabalho em relação aos demais licenciados, por exemplo, quem faz filosofia,letras ou história, quase não tem outra opção a não ser professor, enquanto os pedagogos tem um leque de possibilidades além dos muros da escola, por isso e muito mais eu defendo o a Pedagogia,e acredito na Educação, se a Educação tem falhas, a culpa é da própria sociedade que desvaloriza o professor, é muito fácil passar pelas mãos de um professor pedagogo no início da alfabetização e depois cuspir no prato que comeu.

  9. Gostaria de agradecer todas as citações calorosas e lembrar a todos que o texto “O proglema da pedagogia”. não é de minha autoria. Simplismente escrevi minha opinião sobre o texto o garoto não é meu irmão e não conheço a dona do poste. é super interesante pois muitos no forum acreditam que eu sou o irmão do garoto kkk. favor considerar somente meu comentario sobre o presente texto grato abraços a todos

  10. EU SOU UMA ESTUDANTE DE PEDAGOGIA, AINDA ESTOU CURSANDO O PRIMEIRO SEMESTRE, E ESTOU GOSTANDO MUITO. QUERO PARABENIZAR O MOACIR FERREIRA PELAS CITAÇÕES FEITAS E DIZER QUE EU TAMBÉM CONCORDO COM ELE, POIS NINGUÉM É PERFEITO, QUALQUER PESSOA ERRA, E NÃO É SO POR QUE SOMOS PEDAGOGOS QUE TEMOS O DIREITO DE SABER DE TUDO. QUERIA DIZER QUE NINGÚEM É PERFEITO.

  11. Caros colegas,estou no 3º semestre de pedagogia e consigo entender a indignação do nosso dialético problematizador,o problema não está no erro da professora do irmão dele,o problema está na nossa educação,atrasada preconceituosa ,exploradora, desestruturada engatinhando quando deveria está correndo junto com os docentes e discente,lembram da professora Amanda Gurgel cuja dialética calou um plenário inteiro,nós pedagogos temos propriedade no que falamos e fazemos, precisamos ser unidos e trabalharmos juntos pela educação que queremos e que o Brasil precisa e merece, ao contrário de criticarmo-nos devemos atribuir nossas desventuras aos quais detém o poder para dar-nos condições de exercermos a verdadeira pedagogia plena aquela que não encontra barreiras,sociais , burocráticas e salariais e tantas outra dificuldades que o pedagogo encontra na sua práxis,a educação grita por si só com índices absurdos de ineficiência,embora se diga que ela está melhorando,quando deveria está excelente.Abraços á todos.

  12. Você ñ sabe nada!!!!!!!!!!!
    Depois do que Moacir Rodrigues comentou!! ñ tenho palavras.
    Quem esta precisando estudar é você.

  13. Péssimo texto…. quem escreveu isso não tem o mínimo entendimento sobre a educação! sobre pedagogia!
    Com todo o respeito mas só li asneiras… vários comentários muito infelizes… infelizmente, como profissional da educação, vejo que perdi meu tempo lendo isso!!!
    Lastimável

  14. A pedagogia virou palhaçada. Sabe o que é vc querer cursar numa sala de aila cheia de velhas sem ter o que fazer, analfabetas sem saber escrever e nem ler e ainda querer dar aula. Este é o nível da pedagogia e da educação em nosso País. Para quem gosta de dar aula, parabéns vc é um masoquista que gosta de sofrer. Não vale a pena! Odeio a pedagogia.

  15. Você esta corretíssimo em sua colocações o problema do ensino são os pedagogos que se julgam onicientes, mas sabem apenas superficialmente sobre qualquer assunto. Na faculdade estudam apenas biografias de teóricos como Piaget e outros acéfalos que nunca deram uma aula no Brasil. O pedagogo acha que tem resposta para todos os probelmas educacionais. Eu ensino Inglês no ensino Médio em uma escola pública e existe uma pedagoga, que se diz coordenadora. Vocês não imaginam como o trabalho dela é desnecessário para não dizer nocivo, ela passa o ano todo cobrando planejamento, obejtivos gerais e justificativas, como se isso fosse o mais importante para ensinar no ensino médio. Não podemos cair nessa conversa fiada de pedagogo, por causa deles que o ensino está como está, alunos alfabetos no ensino médio. Para ensinar, o professor precisa não de obejtivos gerais e específicos ou de planejamentos e justificativas sem sentido, para ensinar eu tenho que saber com profundidade aquilo que vou ensinar e não superficialmenbte como esses pedagogos que se metem até no ensino médio mas quando chegam num conteúdo complicado eles saltam e dizem que tem autonomia pra rever o currículo. É sofrível.

  16. Caro colega Adriano se você é assim tão eficiente, por que não alfabetiza seus alunos não alfabetizados? E aproveito para lhe parabenizar, pois já que ministra aulas de inglês, suponho que seus alunos falam fluentemente tal língua. Suponho ainda que seus colegas senhores da razão professores do ensino médio, consigam ensinar tudo a seus alunos, sendo que os de história sabem absolutamente tudo de história, assim como os de física dominam até mesmo a física aplicada… Sem mais, agradeço!

  17. Só hoje tive a oportunidade de ler o texto acima. A princípio fiquei triste com tamanha aberração e o primeiro impulso foi realmente fazer um relato descrevendo o que é a pedagogia bem como sua importância.Porém, ao ler o seu texto, Moacir, fiquei reanimada pois expressou todo meu sentimento, muito obrigada.
    Toda minha formação inicial foi na áre de educação: cursei magistério a nível médio, depois pedagogia na graduação, psicopedagogia institucional e psicanálise clínica.
    Tenho dó por que ainda não “apareceu” uma política de governo que valorizasse a educação e por ainda haver muita gente inferindo sobre o ato de educar sem fundamentação.

  18. Nunca li tanta baboseira na minha vida.E ainda de gente que se diz educador.Licenciados culpando pedagogos e vice-versa.Uma pessoa aqui disse que se na escolca tiver problemas de indisciplina,de didática,de relacionamento com os pais era só chamar os pedagogos .Rá Rá Rá.Não estou falando mal dos pedagogos,só estou dizendo que esse super-heroi não existe.É o cúmulo da pretensão.

  19. Ótimo texto.

    O que observo, atualmente, é que os professores estão preocupados em fazer cursos (normal superior, pedagogia, DINTER E MINTER) não para ensinar seus alunos, mas para aumentarem seus salários. Quando alguém como Arroyo e Marilena Chauí falam suas bobagens, todo mundo levanta e abaixa os braços em sinal de reverência. E o que estamos ganhando com esta pedagogia “nova”, que é tão ruim quanto a “velha”? Estamos ganhando alunos analfabetos, como antes. E para muitos pedagogos que, aparentemente, não estudam coisa alguma de coisa nenhuma e passam a saber coisa nenhuma de coisa alguma, a CULPA DA PÍFIA EDUCAÇÃO BRASILEIRA É DO PROFESSOR.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>